Na última sexta-feira (5), a comissão permanente para os vestibulares da Unicamp (Comvest) anunciou alterações na primeira fase do vestibular de 2021 por causa da pandemia do coronavírus, para se adaptar ao novo contexto dos estudantes que estão sem aulas desde março.

A primeira fase terá a quantidade de questões reduzida de 90 para 72 questões, e a duração foi reduzida de cinco para quatro horas, a prova também será realizada em dois dias divididos através da área de escolha de cada candidato.

O vestibular já havia anunciado no começo de maio a redução de 12 para 7 obras literárias obrigatórias, por considerar os obstáculos para acessar as bibliotecas das universidades, consequentes aos efeitos da pandemia.

Essas alterações foram definidas em reunião realizada na quinta-feira (4), pela Câmara Deliberativa do Vestibular. O objetivo é diminuir a aglomeração nos dias das provas dentro das escolas. Os candidatos aos cursos do segmento de Ciências Humanas/Artes e de Exatas/Tecnológicas deverão fazer a prova no sábado, e os candidatos das áreas de Ciências Biológicas/Saúde farão a prova no dia seguinte, domingo.

Inscrições

As inscrições para o vestibular da Unicamp 2021 irão acontecer entre 31 de julho e 8 de setembro, a taxa de inscrição é de R$170. Os candidatos devem acessar a página da Comvest para realizar a inscrição. A data para a realização das provas da primeira fase ainda não foi definida. A primeira etapa deve ser aplicada em um final de semana do mês de janeiro de 2021, e a segunda, em fevereiro.

A definição das datas para o vestibular Unicamp será definida após a divulgação das datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pelo Inep, e de uma reunião entre as universidades públicas paulistas, para não haver coincidências de datas, e os estudantes possam prestar mais de um processo seletivo.

A prova da primeira fase será constituída por conteúdos de conhecimentos gerais, com 72 questões: 12 questões de língua portuguesa e literatura; 12 questões de matemática; e oito questões de cada disciplina: biologia, física, geografia/sociologia, história/filosofia, inglês e química.

Isenção da taxa:

A partir do dia 22 de junho a 8 de julho, a Comvest receberá pedidos de isenção de taxas, oferecendo 6.680 isenções para estudantes carentes de escola pública e um número ilimitado de isenções nas demais modalidades.

Segundo o diretor da Comvest, José Alves o vestibular irá manter o seu perfil: “Prevemos conteúdos mais acessíveis e mais articulados às competências e habilidades que esperamos dos estudantes e um domínio pertinente dos temas gerais do ensino médio. Sempre uma prova atenta à realidade do mundo e que tenha o olhar para os conhecimentos produzidos nos diversos campos do saber, nas ciências, nas letras e nas artes”, disse.

0 CommentsFechar Comentários

Deixe um comentário